Ruína de uma igreja, ruína da cultura

igreja-positivista-do-brasil-830x599

Não fosse o Brasil a fossa seca da cultura mundial, a Igreja Positivista do Rio de Janeiro (rua da Glória, para quem estiver interessado) seria um monumento nacional e uma atração turística especialíssima da cidade.

Em vez disso, está em situação arquiprecária. Breve, a continuarem as coisas assim, breve será uma ruína.

Quem chamou minha atenção para o fato foi o João Carlos Rodrigues, que passou via facebook uma matéria do Estadão.

O positivismo teve mais importância no Brasil do que em qualquer outro país do mundo, a França incluída.

Eles estiveram tremendamente ligados à fundação da República e da primeira Constituição republicana.

Esse lema na bandeira que tantos agitam sem saber de onde vem (nem para onde vai) foi criação deles.

Assim como a bandeira inteira, aliás.

Na Igreja propriamente dita aconteceram coisas como o casamento do Mal. Rondon, que era um positivista de carteirinha.

Aliás, em vez de falar essa besteira segundo a qual a legislação trabalhista de Getúlio era fascista, seria bom notar que ela tem inspiração totalmente positivista.

Eu estive nessa igreja uma vez e posso garantir que é uma experiência fascinante.

Para começar, os positivistas eram ateus. Mas achavam necessário criar um estágio intermediário entre o metafísico (nós, crença em Deus etc.) e o positivo. Seria essa Religião da Humanidade, que a rigor enaltece o próprio homem.

Daí os santos que vemos na igreja serem gente como Homero, Paulo, Moisés, César…

Claro,  a Igreja Positivista, como todas, tem um quê acentuado de loucura.

Mas sem um tanto de loucura nada anda.

Quem está vivo tem de aproveitar a chance de conhecê-la enquanto existe.

Será em breve uma dessas vergonhas do Iphan não tê-la tombado.

E do Brasil… Não, esquece. Nesse ramo (a cultura, a história, a língua) convém não esperar senão uma ignorância cada vez mais abrangente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s